Please reload

Posts Recentes

Você sabe como cuidar da pele no verão?

February 14, 2018

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

Método sustentável de coleta de esponjas marinhas garante renovação de recursos naturais.

November 24, 2016

 

Esponjas marinhas são um recurso renovável. O programa de conservação costeira marítima da Universidade da Flórida - Florida Sea Grant, mostrou que se um pedaço suficiente de tecido é deixado no substrato do solo marinho, a esponja consegue sobreviver e se regenerar.

 

No norte do golfo do México, antigamente, mergulhadores costumavam usar um gancho de cima de pequenos barcos para tirar as esponjas em águas rasas. Mas a indústria foi gradualmente mudando essa técnica, passando a cortar as esponjas com uma faca, deixando sua base no fundo do mar, para que voltasse a crescer. Essa mudança se baseou em estudos realizados pelo Florida Sea Grant, que mostraram que as taxas de regeneração utilizando essa técnica sobem para 71% contra 41% em relação a técnica antiga. Portanto, essa técnica antiga se tornou proibida na região.

Baseado nas técnicas utilizadas pela indústria e nas recomendações do Florida Sea Grant, a Comissão de conservação dos peixes e vida marinhas da Flórida (FWC). Definiu regras oficiais, que exigem que os mergulhadores que colhem esponjas devem obrigatoriamente utilizar a técnica do corte manual. Técnica essa que assegura que as esponjas voltarão a crescer e poderão ser colhidas novamente no futuro.

 

A notável capacidade regenerativa das esponjas, levou a várias tentativas de cultivo e a formação de fazendas de esponjas na Flórida. Tendo em vista que a esponja pode ser cortada em pedaços, amarrados em cordões presos em discos de concreto, onde irão crescer até adquirir tamanho e valor comercial. No entanto, as lentas taxas de crescimento usando essa técnica, caças ilegais dentro das fazendas, e o mais importante, periódicos casos de doenças e contaminação nas esponjas, fizeram com que essas práticas se tornassem inviáveis nessa região.

 

Existem várias medidas de controle da pesca das esponjas com o intuito de proteger essa pratica na Flórida, sem deixar que seus dependentes fiquem sem essa fonte de subsistência.

As regras são:

- Tamanho mínimo; Todas as esponjas devem ter no mínimo 5 polegadas(podendo ser fracionadas posteriormente)

- Santuários; A colheita de esponjas é proibida no Parque Nacional dos Everglades e no Parque Nacional Biscayne.

- O mergulho em busca de esponjas é proibido em águas rasas da Flórida.

- Nas áreas do norte do Golfo onde a extração é permitida, os mergulhadores são obrigados a colher esponjas cortando e deixando a base da esponja, ao invés de rasga-la.

 

Existem em torno de 9.000 espécies de esponjas no mundo, mas apenas algumas delas tem importância econômica. Apenas as espécies compostas por fibras de espongina, uma proteína similar à que compõe o cabelo humano, mas com uma formação particular, são duráveis, macias e capazes de absorverem muita água. Em geral, essas espécies não são encontradas em áreas de recife de corais. E pesquisas mostraram que representam uma parte muito pequena de toda a comunidade de esponjas que habitam as regiões onde são colhidas, apenas 2,4%.

 

São cinco as espécies colhidas na Flórida, três delas – sheepwool sponge, yellow sponge e grass sponge – são mais vendáveis. As outras duas espécies, a Glove Sponge e Finger Sponge, são coletadas em menor número, apenas para propósitos ornamentais.

 

 

 

Fragmento retirado do estudo de: John Stevely e Don Sweat - Florida's Marine Sponges: Exploring the Potential and Protecting the Resource. 

Fonte: University of Florida - IFAS Extention - Solutions for you life (tradução livre)

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square